quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Que seja novo, de novo!

Resultado de imagem para Novo ano nova vida

APERTE O PLAY!



Um novo ano significa uma nova forma de viver? Talvez sim, se você não está satisfeito com o que é. Talvez não, se você acha que já atingiu o seu máximo. Quanto a mim? Ahh... Ainda não estou completamente satisfeita, pois me sinto como um quadro que a cada dia se põe um detalhe na pintura. Sei lá, eu penso que há um artista maior que faz desse quadro que sou uma obra inacabada, e esse artista também não está satisfeito, pois quer que a sua obra seja ainda melhor.
Acho interessante, e às vezes até mágico, o que a chegada de um novo ano causa em nós. Passamos meses de batalhas, que nos chegam a querer jogar tudo para o alto e entregar os pontos. Mas do nada, chega dezembro e tudo como um passe de mágica se renova, as esperanças, o desejo de começar tudo de novo, a vontade de fazer diferente.
Resultado de imagem para faça planos
Como todo mundo, faço planos para um novo ano que se aproxima. Ser fitness (nunca consigo cumprir, pois adoro comer, e não me importo com as calorias), estudar mais, economizar, diminuir as viagens para poder economizar (bem difícil), cuidar da saúde, e por aí vai. Mas esse ano iniciarei prometendo principalmente uma coisa: acreditar ainda mais na capacidade que meus sonhos tem de me fazer voar, e de chegar ainda mais longe. E graças a tudo que já vivi, as lágrimas que já me permiti chorar, os tombos e as cicatrizes, aprendi que sou dona do meu caminho, e por isso sei as estradas a trilhar, e nelas irei acreditar, seguindo minhas regras, meus planos e minhas intuições.
Neste novo ano terei ainda mais coragem e menos insegurança. Buscarei mais a felicidade e me importarei menos com as decepções, elas sempre surgem em algum momento, não há como escapar. O que devo mudar é apenas a forma de encará-las.


Resultado de imagem para siga seu caminho

Serei mais eu, me amarei e me valorizarei ainda mais. Lutarei, sonharei, conquistarei, e sem problemas algum digo, se for preciso desistirei de certas coisas, para que saiam do meu caminho e assim eu possa continuar. E controlarei meus sentimentos, pois tudo está neles, tudo o que sou é movido por eles, e a essência dos meus atos também é moldada por esses sentimentos.
Enfim, me deixa fazer a você também uma proposta: Deixe de esperar que as coisas aconteçam em sua vida. Vamos lá, levante!! Coloque seus planos em prática, sonhe e concretize. Planeje o seu futuro, ele só depende de você. Recomece do zero se for preciso, mas viva mais, ajude mais, respeite mais e corra atrás. Nada vai chegar a sua vida se você ficar aí sentado. O mundo continua a sua jornada e você deve seguir a sua. É tempo de tudo novo, de novo!

Imagem relacionada





sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Seja você o Natal na vida das pessoas

Imagem relacionada


Quando o final do ano chega os nossos corações se enchem de esperança e de desejos de coisas boas. É fato que ficamos mais sensíveis nessa época do ano. Temos mais vontade de nos unirmos, de dar presentes, de confraternizar, não só pela a alegria de mais um ciclo que se encerra, mas por que no fundo desejamos ser ainda melhores.
Porém, é preciso que a gente faça uma reflexão de valores, que a gente perceba quem fomos durante todo o ano, e que a partir disso tenhamos coragem de sermos a diferença nas nossas vidas, e claro, na vida das outras pessoas.
O Natal, essa festa que nos tem cara de grandes confraternizações, pede de nós também um momento de silêncio, para que possamos ouvir a voz do amor que habita em nós, e que é capaz de trazer grandes transformações para a nossa vida. O Natal é cada um de nós, que se dispõe a fazer o bem, que resiste às dificuldades da vida, que faz com que nossas qualidades sirvam de enfeites na vida das outras pessoas.

Hallmark eCards christmas family merry christmas christmas tree

Nós somos o Natal, quando conseguimos passar mensagens de paz, de alegria, de fé e de amor. Quando levamos harmonia, quando somos amigos e generosos. É por isso, que precisamos viver o Natal, não só no dia 25 de dezembro, mas nos 365 dias de um novo ano. Não é algo inatingível, basta que deixemos que o verdadeiro espírito do Natal faça morada em nós.
Não há receita para isso. Se você abraçar carinhosamente alguém, a ponto dela perceber que em muitas situações as palavras são desnecessárias, você estará sendo o Natal na vida desta pessoas, pois está demonstrando que o maior presente é sempre o amor. A felicidade mora nas sensações e não nos bens materiais. Por isso, colecione memórias, guarde momentos, seja você o Natal na vida das pessoas.

filmeditor christmas movies home alone macaulay culkin

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Dica para a vida: Não viva para agradar os outros

       
      Resultado de imagem para viva para ser feliz não para agradar os outros

APERTE O PLAY!!

      Quer realmente viver bem??? Além de todos os conselhos que as pessoas dão, ai vai mais um: Pare de tentar agradar a todo mundo. Apenas valorize as opiniões e ajuda daqueles que sempre te acompanham nessa tão árdua jornada que é o viver, pois se você for dar ouvidos a todos, vai por mim, vai enlouquecer.
         Muitas vezes nos privamos de fazer certas coisas porque pensamos mais no que os outros vão pensar de nós, e assim, deixamos de viver momentos especiais. Ahhhh...mais é ridículo uma pessoa de certa idade tomar banho de chuva. Não, não é...Não há idade para ser feliz, não há idade para fazer o que seu corpo, mente e coração pedem. Se você tem vontade de tomar banho de chuva, tome. A vida é feita de fases, mas os momentos não.
         Não quero afirmar que devemos ignorar totalmente as pessoas que estão ao nosso redor, mas sim, devemos aprender a filtrar o que realmente vai fazer a diferença em nossas vidas. Muitas pessoas que opinam para e sobre você não sabem um terço do que você passa e pensa, então para que fazer de suas opiniões algo tão relevante assim na sua vida?

Resultado de imagem para banho de chuva

         Muitas vezes vi mulheres se anularem para agradar os maridos, namorados. Muitas vezes vi homens terem medo de enfrentar algumas situações por achar que outros iriam condená-lo. Deixar de fazer o que se quer para agradar os outros é matar devagar a essência que existe em cada um de nós, é arrancar lentamente as chances de sermos mais felizes.
         Aprenda, não tem como você agradar a todo mundo. É um trabalho custoso e em vão. Sempre vai existir aquele que irá julgar seu trabalho. Dessa forma, apenas pense em você, e ignore, para que você não se afogue em um mar de hipocrisia. Relaxe, vão falar de você sim, mas não é porque tal pessoa acha que você está perdido no mundo, e sim porque ela é invejosa o suficiente para sempre achar que poderia ser melhor do que você. Não finja, não minta afirmando que gosta de certas músicas, filmes ou o que quer que seja só para agradar alguém. Em algum momento a pessoa notará o seu verdadeiro gosto e será bem pior.

         Antes eu sempre pensava no que as pessoas achariam do que eu estava fazendo, tinha medo de parecer idiota, de estar feia, de não ser aceita. Mas, com o passar do tempo, diante das situações enfrentadas por mim, percebi que não vale a pena esperar o entendimento ou aceitação dos outros. Eu não preciso me encaixar nos padrões que as outras pessoas consideram ser o ideal, eu não preciso ser a mais legal, a entrosada, a mais bonita, eu preciso apenas ser eu. Não preciso dos padrões do ninguém, eu tenho os meus, e o melhor deles é: viver para ser feliz, e não para agradar!!!



Resultado de imagem para não viva para agradar ninguém

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

5 motivos musicais para conhecer SILVA

    Muita gente, que convive comigo sabe o quanto sou ligada em música. Faço tudo ouvindo música, gosto de cantar, tocar meu violão (de forma meio arranhada, mas as vezes sai umas coisas boas), e uma das coisas que curto é sempre me abrir a novas bandas. 

    Nos últimos meses venho dedicando parte do meu tempo a procurar o desconhecido (por mim claro!). Dia desses, nas minhas andanças pelo YouTube me deparei com um moço chamado Silva. O cara é dono de uma voz tranquila sabe, daquelas que você realmente para o que está fazendo só para ouvir. Desde essa descoberta que venho sempre ouvindo, conhecendo suas músicas, e descobri que além de cantor, ele é compositor, produtor musical e multi-instrumentista. E para a minha grande surpresa, Silva lançou recentemente um CD cantando somente músicas da diva, maravilhosa Marisa Monte.

     Em suas músicas percebemos um tom de romance sem ser meloso demais, algo mais direto, daqueles "Ei, tô aqui", como na música cansei, em que ele diz: "Cansei dos mesmos rostos, dessa repetição, me deixa ser o centro da sua distração". Porém, a gente sente nos seus primeiros álbuns um ar cult, que foi meio perdido no terceiro (Júpiter), pois neste a gente percebe que ele estava querendo habitar o universo mais pop, trazendo umas letras mais simples. Enfim, a sonoridade é boa, e por isso Silva ganhou um espaço aqui no blog. Por isso, vamos as suas 5 músicas selecionadas.

1. É preciso dizer


É preciso dizer
Quando olhas assim
Uma coisa me atropela
Dentro o peito
Como é que se faz
Elevado do chão
Eu flutuo nessa coisa
Do teu jeito

2. Imergir


Você tem seus motivos
E os cacos no jardim
Não vou tentar juntá-los
Melhor deixar o mar varrer

3. Okinawa (Part. Fernanda Takai)


Faz chuva, esconde o horizonte
A cada vez que você não vem
Não vale se amar tão de longe
É de perto que a gente se faz um bem


4. Feliz e ponto



     
Deixa ser mais leve que você
Essa coisa que faz flutuar
Deixa que te faça entender
Tanto, quanto
Já te fez sonhar sem perceber
Já te fez querer sem duvidar
Deixa esse amor cadenciar, manso

5. Noturna (Nada de Novo na Noite) (part. Marisa Monte)


É só relaxar
É só se entregar
Não se preocupar
É bom pra pensar em nada, em nada
Deixar pra amanhã
Deixar pra depois
É bom se lembrar de respirar de novo, de novo

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Sentiu saudades? Apareça

Resultado de imagem para sentiu saudades? apareça



        Quantas vezes você encontrou com alguém e essa pessoa fez e ai sumida!!! Quando na verdade você não sumiu, você esteve sempre no mesmo lugar, fazendo as mesmas coisas, e muitas vezes até tentou falar, ou se encontrar com essa pessoa. Mas não tem jeito, sempre levaremos esse nome de sumida, ou de alguém que não está nem ai para os amigos.
         Porém, existe pessoas que ao sentirem saudades fazem diferente, ao invés de colocar a culpa para o outro dá um jeito de estar ao lado, de saber como está. Um tipo de gente que derruba os muros que nos isolam, e constroem escadas e pontes maravilhosas, capazes de manter os laços.
         Quem nunca se viu em um diálogo do tipo:
- Oiiiiii!
- Olá amigaaa...como você está?
- Estou bem e você?
- Bem também, quanto tempo né? Vamos marcar algo?
- Vamos sim, só combinar...
         E então? Você tem noção de quanto tempo essas duas pessoas demoraram para marcar esse encontro? Talvez até hoje permaneçam no “vamos combinar”. Pois é, isso nos soa muito familiar. Nossos grupos de WhatsApp estão repletos desse tipo de diálogo em que as pessoas até parecem com vontade de se encontrar, mas que no fim não definem hora, data e local.
       Sei bem disso, por que também já fiz isso. Por diversas vezes disse “a gente combina” e não sai da frente da TV e da Cia da Netflix. Porém, esse tipo de atitude é típico de quem quer se iludir e iludir os outros com aquela sensação de que, se eu falei em combinar eu não estou tão ausente assim.
        Esses infinitos papos virtuais não são suficientes para mantermos as nossas relações, na verdade ajudam a ‘superficializar’ as amizades. Aceitar a comodidade do Alô pelo aplicativo é enfraquecer laços, é aceitar que a saudade surge e que você não faz nada para acabar com ela.
         Precisamos ser melhores nas nossas relações, precisamos ter atitudes, tomar iniciativas. Por isso, quando seu amigo não ligar, não espere que ele venha até você. Sentiu saudades? Apareça! Ligue, faça um convite irrecusável, vá ao encontro, marque coisas concretas. Amigos são plantas que precisam ser regadas, para que possam mostrar suas belezas.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Por uma vida com menos julgamentos!



Resultado de imagem para julgue mesmo


  Inicio o texto dessa semana fazendo uma proposta: Que tal julgar menos e fazer o seu?!! Quase a típica e um tanto grosseira frase “cuide da sua vida”. Pois é, acredito que tudo seja uma questão do quanto você dá importância a certas coisas e desvaloriza outras (geralmente quando não são do seu agrado e interesse), e para essas que você não gosta descarrega todo o seu ódio. Ai fica a pergunta: Qual a necessidade disso?
   Já ouviu falar na palavra Gosto? Pois é, ele se discute sim, mas acima de tudo, ele deve ser respeitado. O que é ruim para você é ótimo para alguém, e ponto. Não há o que questionar.
  Mas o problema é o que vemos diariamente estampado nas manchetes de jornais, nas coberturas de TV e nas redes sociais. Cada dia mais a intolerância toma mais espaço entre as relações sociais. Viramos uma sociedade racista, intolerante e hipócrita.
   Sim, a hipocrisia é o que domina por aqui. Vamos aos exemplos, a pessoa usa carteira falsa de estudante, mas critica quem fura a fila, o sujeito condena quem joga Pokémon, mas está na fase 237 do Candy crush, o outro sonega um carro no Imposto de Renda, mas se acha no direito de criticar um rico que sonegou uma casa em uma ilha. Realmente tudo é questão de proporções e o quanto se está envolvido.
   Não estou querendo vender a ideia de que não devemos falar sobre os erros humanos, ou criticar mesmo certas atitudes. Mas que tal pensarmos mais na forma como o fazemos, ou analisarmos melhor os nossos atos? Dia desses vi uma reportagem sobre a situação de funcionários públicos reclamando sobre a situação precária de trabalho, perdendo direitos, diminuição salarial. Uma tristeza realmente. Porém, o inusitado da reportagem foi ver alguém dizendo que isso era uma violência contra o funcionalismo. E de repente, eis que surgem dezenas deles jogando cones, latas e xingamentos contra um repórter que ali estava fazendo o seu trabalho. E ai? Não é violência também? São sobre essas atitudes que estou me referindo, a ideia do “sujo falando do mal lavado”, reclamar daquilo que também se faz. Condenar alguém em algo que você também pratica. Dessa forma, o julgamento tornou-se algo presente e constante em nossas vidas.

   E sinceramente, cansa. Cansa ver os discursos de ódio, cansa o desrespeito, cansa saber a quantidade de gente incomodada com a sexualidade alheia, com a roupa que veste, com a cor do cabelo. Mesmo diante de tudo isso, estou preferindo ainda ter esperanças de que a humanidade um dia melhore, em que não verei tanto mimimi nas redes com essa gente que acha que tem rios de coisas para fazer, mas que se ocupa em escrever textões condenando o gosto dos outros, enchendo a minha timeline. Prefiro ter esperanças de uma vida com menos hipocrisia e mais liberdade, com gente que se respeita e se aceita.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Carta para você que é meu inesperado

Resultado de imagem para carta para o meu atual

Aperte o play!





E nas idas e vindas da vida você surgiu. Eu, que estava em mais um momento de distração fui pega de surpresa. Eu, que havia decidido que o bom da vida é ser livre resolvi dar uma chance a esse nó que nos une. Resolvi me permitir, na verdade, acho que resolvi permitir que você tentasse transpor uma barreira que eu mesma criei aqui no meu coração.

Não sei o que irá acontecer daqui pra frente, confesso que não estou pensando muito nisso. Apenas estou deixando acontecer, sem pretensões, nem expectativas, só permitindo você me fazer e ser um bem na minha vida.

Resultado de imagem para carta para o meu atual

Sei que é cedo para agradecer pelo o que você tem feito por mim, mas é que aprendi que devemos sempre ser gentis, e com quem nos faz algo de bom devemos também agradecer. Por isso, obrigada! Pelo riso fácil, pela compania, pelo silêncio oportuno, pela falta de planos e excesso de vivências. E me desculpa por não ter colocado os dois pés ainda nessa história, é que as barreiras foram quebradas, mas eu ainda preciso reaprender a andar. Prometo a você que não vai demorar muito, porque sua mão está firme na minha, e eu vou confiando mais e mais a dar outro passo sem ter medo de cair.

Deixa-me confessar a você uma coisa, às vezes já não lembro mais de algumas experiências anteriores, que me causaram tristeza e que tanto me machucaram. E isso com certeza ocorre por todas as vezes que lembro da primeira vez que meu olhar cruzou com o seu. Sinceramente, acho que fomos agraciados com o dom de aceitar que alguém pode entrar em nossa vida e torná-la mais linda e feliz. E quando isso é de verdade é raro, assim como é raro o amor.

Resultado de imagem para carta para o meu atual

Sobre o nosso amanhã não quero pensar, só me deixa tentar também ser flores em sua vida, sem promessas, só nos deixando viver essa experiência do acaso de ser amor.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Vamos falar de casamento?

Resultado de imagem para vamos falar de casamento

Aperte o Play!!

   Calma, eu não vou fazer pressão aqui sobre suas histórias longas que já deveriam ter virado casamento. Nem muito menos bancar a terapeuta de casais. Na verdade ando bem longe dessas coisas. Mas é que em uma conversa, que há muito tempo não tinha, pude parar para refletir sobre o casamento. Que “instituição” é essa que exige tanto das pessoas? O que é preciso para viver o ‘felizes para sempre’? 
   Tenho muitos amigos já casados, muitos que estão vivendo a experiência de uma preparação para esse sacramento. E claro, diante disso eu paro e penso que há uma possibilidade de isso chegar na minha vida também. E fico diante daquela dúvida boba, será que eu nasci para isso? 
   Sim, eu acredito que existe pessoas que definitivamente não nasceram para dividir o creme dental com outra. Creio que para homens isso deva ser bem mais difícil né? (puxando para o lado de vocês viu meninos?! Rsrsrs), porque nós mulheres viemos desde criança com o sonho de casar, de ter sua casa e filhinhos. É quase fisiológico!!! rsrs...
   Eu sempre quis planejar a vida, apesar de viver cada dia de forma intensa, retirando aprendizado de tudo. E nesses planejamentos sempre dizia, casarei quando chegar aos 30. Antes disso não terei minha estabilidade e a maturidade suficiente para encarar a vida a dois. Certo, a estabilidade chegou, os 30 também, e a maturidade??? Confesso que eu adoro a vida que levo, amo a independência de sair de casa e ganhar o mundo, gosto demais dessa coisa de decidir fazer algo e não depender da resposta de ninguém. Mas sei que também amaria fazer isso tudo com a pessoa que eu escolhesse (e me escolhesse também) para viver. Dessa forma volto a me deparar com as mesmas dúvidas de quando vou estar pronta. E diante dessa dúvida, talvez o mais correto seja saber esperar, afinal de contas nosso querido amigo tempo é capaz de clarear as ideias e abrir os olhos na hora das decisões.

   Sempre escuto as histórias dos meus amigos casados, me divirto com algumas e aprendo muito também. E chego a conclusão (muito óbvia por sinal) que o matrimônio vai exigir que você seja capaz de renunciar seu eu em alguns aspectos, e exigir mais ainda que você eleja o que realmente importa para tentar ser feliz a dois: amor, estabilidade, lealdade, desejo e por ai vai. Diante disso, prefiro esperar para conhecer aquele que eu sentirei que seremos cúmplices nessa vida, ai tudo isso virá em consequência, e talvez viva o Para Sempre!!! 

   Por isso repito, vamos nos permitir mais. Conhecer mais das pessoas, de suas histórias, e assim aprender mais também. Vamos dar oportunidades às pessoas de nos fazer conhecer e serem conhecidas, e dar valor ao que realmente importa. O casamento é realmente uma união de almas, que decidem partilhar da vida juntos. E que talvez nunca achemos que estaremos preparados para isso, porque não é algo 100% racional, requer muito mais, exige sentimento de verdade. Por isso, aprender a saber o que realmente devemos valorizar no outro é o primeiro passo, até porque, beleza pode até pôr a mesa, mas não mata a fome. Dinheiro pode até comprar momentos felizes, mas não comanda o coração!!!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Por uma vida com menos incertezas

Resultado de imagem para incertezas

Aperte o Play!

   Desde quando nascemos a vida nos molda a buscar as suas certezas, mesmo que seja um simples manter os pés fixos ao chão.  E por isso, não estamos preparados a viver com as dúvidas, porém optamos muitas vezes por elas pelo medo de tentar, de arriscar uma nova história.
   Certo dia ouvi a seguinte frase: “O medo de perder, nos tira a coragem de vencer”, e foi a partir daí que eu tentei, me arrisquei, joguei limpo, fui clara comigo e com meus sentimentos. Optei pela certeza do que viveria no lugar da incerteza do que o meu silêncio me reservava.
   Não julgo aqueles que silenciam, pois também já fiz muito isso. Preferia manter o que já achava que havia conquistado para não arriscar algo mais. Mas hoje, diante das coisas que já vivenciei posso dizer: E se não tivesse arriscado? Como estaria minha vida hoje? Estaria eu aqui escrevendo essas palavras se não tivesse escrito há meses atrás a primeira linha?
     A vida exige de nós as tentativas, ela é dinâmica e por isso pede movimentos. E para isso não podemos dar espaços para incertezas e medos. Quando não enfrentamos as situações e permanecemos nas dúvidas sofremos ainda mais, porque damos brecha às expectativas. E não há nada pior que viver de expectativas!
     O resultado das nossas escolhas são sempre tão incertos que não vale a pena deixar de fazer certas coisas. Ver para crer, fazer para viver, arriscar para não perder. Quem se esconde em incertezas perde a chance de saber o que a vida lhe reserva.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

E o coração?



Resultado de imagem para e o coração?

Aperte o Play!


- E o coração?
- Vai bem, batendo.

E assim se encerra mais um papo daqueles em que sempre tem uma pessoa que acha que para você estar 100% feliz tem que estar namorando. Estar com alguém é muito bom, fazer a vida de alguém mais feliz é maravilhoso sim. E eu não discordo disso. Apenas não acredito que a nossa felicidade se limite a isso.
Durante anos pensei que a minha vida teria sim mais graça se eu estivesse vivendo algo com alguém. Não precisava ser nada sólido, apenas alguma história para eu poder ter algo para contar, alguém para eu imaginar que fosse “meu”, esboçar aquilo que chamamos de planos. Mas a maturidade nos alcança e você percebe que também chega um tempo em que ficamos cheios de nos tornarmos vazios. E esse vazio vem de relacionamentos que em nada nos adiciona, por que não são nossas histórias de felicidade, são apenas arranjos que a vida nos manda. E com toda certeza, resolvi dar um tempo a arranjos, cansei de remendos. 

Um coração feliz... é isso que venho buscando. E sei que a felicidade dele depende mais de mim do que qualquer pessoa que nele habite. Por isso, tenho cuidado de mim, tenho feito coisas que gosto, conhecido pessoas, me relacionando com a vida. Já ouviram aquela história que diz que para se ter boa colheita é necessário preparar o terreno? Pois é, estou preparando o terreno do meu coração. Deixando-o próspero e feliz, para que no dia que alguém dele deseje usufruir perceba que lá é um lugar repleto de cores, flores e amores. Enquanto isso....

- Humm...mas e ai? Seu coração tá ocupado?
- Demais. Levo ele comigo para tudo o que faço, então como minha agenda tá cheia, ele também está.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A pessoa certa para namorar... Oi?

Resultado de imagem para dúvida sobre a pessoa certa

Sempre em meio a conversas entre amigos surgem aqueles questionamentos do porque você está sozinha. E junto desses questionamentos vem aquelas frases do tipo “você escolhe demais”, “está solteira porque quer”...E como consequência disso, aparece para você um milhão de amigos decididos a se tornarem seus cupidos, com uma historinha de “vou te apresentar um amigo, ele é para namorar”.
Certo, mas o que é ser uma pessoa para namorar?
idk shrug elmo i dont know television
Vamos as descrições básicas coletadas em uma pesquisa super aprofundada, com margem de erro de 2% para mais ou para menos (risos). Brincadeirinhaaa!!!!
Enfim, reza a lenda que as pessoas boas para namorar são aquelas que apresentam um perfil mais caseiro, do tipo “amorzinho vamos ficar em casa e ver um filme?”. Ou ainda aquele carinha que passou a maior parte da sua vida juvenil e iniciando a adulta justamente fazendo isso, namorando. Há quem diga também que a pessoa certa para namorar é do tipo romântica, atenciosa.
Beleza, acho que já está bom... Pensando nessas coisas comecei a me questionar se há um perfil ideal para isso.
Tomando a minha pessoa como base, se me for apresentado alguém extremamente caseiro, que não gosta de sair, talvez eu associe a um problema de interação social, o que me daria já uma grande missão, apresentá-lo ao mundo e as pessoas. É óbvio que o baladeiro demais também assusta né? Talvez não traga uma segurança. Mas conheço pessoas que se conheceram nas festas da vida, e hoje encontraram juntos o meio termo, entre casa e balada. Ou seja, precisamos de pessoas que gostem de sair, de interagir, mas que saibam fazer do momento a dois em casa algo também agradável, sem ser monótono.
cinema
Considero o segundo ponto da “pesquisa” um pouco mais complexo. Uma pessoa que passou a sua vida sempre em um relacionamento me dá uma ideia de alguém que não consegue ser feliz sozinha, ou seja, não sabe ser solteira, e sustenta a sua felicidade em um relacionamento. Quanto a isso, tenho eu mesma uma crença: Para ser feliz junto, aprenda a ser feliz sozinho. Sendo assim, questiono, e muito, se alguém inseguro consigo pode ser a tal pessoa certa.
Quanto as qualidades de romantismo e atenção, até concordo. As demonstrações de carinho e dedicação destinadas a uma pessoa tornam o outro alguém mais especial sim. Mas não é fórmula né minha gente?!
Dessa forma, concluo que criar modelos de companheiros ideal, do cara perfeito, não é o melhor. Existem pessoas certas, quando chegam na hora certa. Aquela hora em que você está aberta a viver experiências, em que decide olhar para os lados. Por isso, idealizemos menos, e fiquemos abertos aos imperfeitos, que muitas vezes chegam nos momentos improváveis de nossa vida, e se tornam tão especiais, que chegamos até a dizer: Ahhhhh!! Ele é o cara certo para eu namorar.
love girlfriend boyfriend relationship novios

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Ela tem medo da solidão


Resultado de imagem para ela tem medo da solidão



APERTE O PLAY!







      Ela acorda muito cedo, e logo pega o celular para ver se na madrugada alguém de repente lembrou-se dela e enviou uma mensagem. Levanta da cama, sai dando bom dia as plantas, bichos e ao café da manhã. Tudo isso para não se sentir tão só, porque ela simplesmente tem medo da solidão.
      Ela às vezes fecha os olhos para o mundo buscando enxergar o que há no infinito, e mergulha nesse encantamento, e se imagina vivendo grandes coisas. Porque ela sabe que existe algo além do que lhe é permitido, algo além do que considera o certo. Algo além do que ela conseguiu viver até agora.
       Ela foge do chão, prefere voar, prefere buscar o novo, sentir o que a vida lhe permite, porque acha chato ter que viver com os pés fincados na tal da realidade.
         Ela vai se moldando ao tempo, e essa sensação de que parece que nada vai acontecer. E assim, ela vai procurando ser alguém, mas além do que ela mesma quer ser. E permanece sendo ela, mesmo sem querer.
         Em seus momentos de silêncio, ela evita pensar no quer sentir daqui pra frente. Prefere viver as sensações do hoje, pensar no amanhã é custoso demais, demanda planos, e é difícil planejar sozinha.
        Talvez ela só queira ser ingênua a ponto de ter poucas escolhas de vida, e assim, viver sem receio das atitudes que tomou, sem se preocupar com o que perdeu, e se sem se sentir culpada por estar ali só. Porque no fundo no fundo, ela aprecia a liberdade, ela curte decidir o que ouvir no som do carro, curte resolver o que faz do seu próprio dinheiro, ela gosta de desbravar o mundo sem ter que necessariamente dizer a alguém o porquê decidiu fazer alguma coisa.
     Mas mesmo diante desses desejos, ela sabe que a gente aprendeu que na vida "é impossível ser feliz sozinho", e por isso ela persiste, em gostar da liberdade, mas ter medo da solidão.


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Vamos falar sobre a vida

Resultado de imagem para vamos falar sobre a vida


APERTE O PLAY!





      Ao saber ontem da morte do ator Domingos Montagner, me coloquei a pensar ainda mais sobre a vida. Esse sopro de existência que temos, e que muitas vezes não nos damos conta do que dela fazemos. Você tem certeza que valoriza esse presente que foi lhe dado ao nascer? Já pensou para pensar sobre isso?
         Constantemente nos deparamos com situações difíceis, e nesta hora já pensamos que a nossa vida não é tão boa, ou aquilo que gostaríamos que fosse. Mas é ai que mora a ideia do viver. Devemos fazer da nossa vida o que queremos que ela seja. Como falei, a vida é um presente que nos é dado, cabe a cada um de nós escolhermos se vamos abrir esse presente e aproveitá-lo, ou se deixamos ali, aquele “pacotinho” embrulhado.
         Sempre acreditei que a vida é feita de momentos. Talvez seja uma frase um tanto quanto óbvia demais... Eu também acho, mas o segredo está no que eu resolvi fazer dessa vida e desses momentos. E então decidi que quero viver cada um deles, quero senti-los, quero dividi-los, quero que sejam meus momentos, mas torná-los momentos agradáveis também para aqueles que me rodeiam.
         Começo sendo ousada em dizer coisas que não servirão só para mim, como palavras jogadas em uma postagem qualquer de um Facebook, e iniciarei com um PERMITA-SE. Seja capaz de ousar, de pedir, de se doar. SIGA seu caminho, vá adiante, perca o medo, viva o presente, e deixe que do passado só sejam levadas as lições. NÃO TENHA MEDO diante das possibilidades, não deixe que as suas dúvidas sejam maiores que se seus desejos, não esqueça que a resposta está sempre na tentativa. APROVEITE os momentos, e não se iluda, eles não voltam atrás, não se repetem, pois tem a nobre característica de serem únicos. LEIA mais, se dedique ao que você acredita que é capaz de ser, pense alto e lute por seus objetivos, lembre-se que ninguém fará isso por você. SORRIA, DANCE, AME SEUS AMIGOS E SUA FAMÍLIA, preserve a melhor característica de cada um deles, se apegue as suas qualidades, tenha certeza, cada um deles é essencial em sua vida. APAIXONE-SE, não pelo mais bonito(a), mas pela pessoa que consegue tirar um sorriso do seu rosto, que você é capaz de conversar por horas e ser simplesmente você. Não esqueça e olhe para os lados, essa pessoa pode estar nesse local, a sua espera, porém, ela não vai esperar para sempre. REZE, seja de Deus, peça por Ele, e acredite no melhor sempre, não somos nada sem o poder que esse amor maior nos traz.
         Buscar ser feliz com aquilo que nos foi concedido não é conformismo é sabedoria. Lutar para sermos melhores com aquilo que temos é o presente que damos aqueles que estão em nosso convívio!! 
         Por isso que sempre digo que não me preocupo muito com o que o mundo guarda para o meu futuro. Jamais deixarei que a razão tome conta dos meus atos, pois devemos ter cuidado com quem só raciocina e não sente. Decidi viver o hoje, sentir o que meu dia me reserva. Permito-me deixar ser encantada e que também por mim se encantem. Correr mais riscos e ter a certeza de que tentei, pois as aventuras só acontecem na vida daqueles que se permitem. "Me arrependerei somente do que não fiz", e aprenderei com os meus atos, pois "o que se faz nessa vida, fica nessa vida".



sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Se abra ao que a vida mandar

Resultado de imagem para se abra ao que a vida mandar




    Eis que você está aí diante de sua vida que muitas vezes julga ser bem mais ou menos. Sem emoções, sem atrativos, apenas uma sucessão de dias. E a impressão que dá é que você não faz nada para que isso mude. Permanece aí, parada (o), vendo ela passar. Talvez a decepção do último amor tenha deixado você assim, sem ânimo para enfrentar novas aventuras. Talvez algo tenha acontecido e você achou melhor pisar no freio. É mais cômodo não viver certas coisas, pois evita sofrimento certo?! Errado.
   Não permitir que a sua vida caminhe é procrastinar o prazo de início do sofrimento, ou da felicidade. Há pessoas ao seu redor sabia? Elas demonstram suas intenções com você. E o que você está fazendo? Aproveitando? Não, está afastando cada uma delas. É preciso caminhar para que as mudanças aconteçam, é preciso deixar que as pessoas que a vida nos manda tenham uma oportunidade de fazer algo por nós. Não se cobre tanto, abra mão de algumas coisas, ceda, facilite.
  Se abra ao que a vida mandar, não tranque as portas dos sentimentos. Deixe que as conversas fluam, que as pessoas mostrem quem são, não as deixe do outro lado da porta, batendo, esperando a oportunidade de entrar. É difícil encontrar alguém que nos impressione de imediato. Mas isso acontece com todo mundo, não é exclusividade sua. 
   Talvez eu tenha vivido uns meses assim como você, e tenha decidido não olhar para os lados, pois da última vez que fiz isso não deu muito certo. Eu tropecei! Mas o que foi aquele tropeço diante da estrada linda que é a vida? Eu aprendi e decidi seguir adiante, eu aprendi, e não me arrependi, pois dei oportunidade, e me permiti viver. E assim vamos seguindo. A vida é esse quebra cabeça doido em que a gente precisa aprender a ir encaixando as peças. E para isso não existe outro método a não ser, tentar.   

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Eu acreditei em nós


Resultado de imagem para eu acreditei em nós

APERTE O PLAY!






    O tempo passou e hoje já estou bem melhor. Esporadicamente a internet me diz onde e com quem você esteve, e a vida cruza os nossos caminhos. Já não tenho mais notícias suas como antes, e isso até foi muito bom. Talvez você tenha esquecido por completo de tudo vivido, talvez eu ainda não. Mas continuo aqui, fazendo de cada dia mais um importante passo. Também já faz certo tempo que não chega mais uma mensagem sua me dizendo que “quando chegar avisa, fica bem”. Eu continuo chegando tá?! E bem!
  Confesso que às vezes penso onde foi que decidimos deixar para lá, onde perdemos o fio, onde foi que percebemos que estarmos juntos já não fazia mais sentido. Não lembro quando saímos pela última vez sendo ‘nós’. Nem quando te mandei um áudio na esperança de você também mandar outro e assim eu poder ouvir novamente sua voz. Não sei se cheguei a te dizer, mas eu acreditava em nós. Sim, eu achei que passaríamos adiante, que construiríamos algo mais. E acreditei até o último segundo, aquele segundo em que percebi que a sua vida já havia caminhado sozinha.
   Sei que vivemos bons momentos, que não esqueceremos das risadas e lugares juntos. Sei também que não era amor. Mesmo tendo cogitado tantas coisas, mesmo diante das diferenças. E sei também que muita coisa ficou por ser dita. E talvez tais coisas tivessem feito a diferença que precisávamos. Mas isso já não importa mais não é mesmo?! 
  O silêncio foi bom para nós. Compreendi que há algo pior que a ausência, a presença quando já não significa mais nada. O tempo passou. E é para isso que ele serve, para esquecermos e seguirmos adiante.
  Mas quero que saibas, que apesar do tempo, apesar das curvas e desvios do caminho, eu acreditei em nós.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Feche ciclos, e siga em frente...



Resultado de imagem para feche ciclos, e siga em frente

APERTE O PLAY!!




   Saber reconhecer que uma etapa chegou ao final não é uma tarefa fácil. Mas permanecer em certas situações nos faz perder um pouco da nossa alegria e do sentindo de muitas coisas da nossa vida. É preciso então ter coragem de seguir em frente. Mesmo que para isso você tenha que fechar algumas portas, esquecer de sentimentos e até pessoas. Porém, é preciso encarar as situações, e não apenas esquecê-las. Vai doer? Sim. Mas a dor passa.
   Não há o que ficar questionando, a nossa vida é feita de idas e vindas, perdas e conquistas. Se deu certo, que bom. Se não deu, é hora de mudar a página e seguir adiante. A vida continua, as pessoas continuam os seus caminhos, não há porque ficar para trás. Sempre teremos problemas, e é preciso saber enfrentá-los, e deixá-los ir. O tempo não espera por nós, na verdade, ele exige muito da gente. E uma dessas mudanças é a de postura de enfrentamento de situações difíceis. 
   Tenha certeza que você consegue. Não ligue, não siga, não dê 'like', não se humilhe por amor, não poste seus sentimentos, viva-os. Não se prenda a pessoas que em nada acrescentam em sua vida, não deixe de viver a sua vida para viver a de alguém. Aprenda, a vida é feita de ciclos, e muitas vezes é preciso fechar alguns para que outros recomecem. O que foi já passou, liberte-se da dor, e das amarras. 
   Lembre-se de que houve uma época em que você conseguia viver sem algo/alguém, nada é insubstituível, e hábitos não são necessidades. Encerre ciclos não por orgulho, ou até mesmo incapacidade, mas pelo simples fato daquilo não se encaixar mais com o que você espera da sua vida.
   Não dá para estar no presente e no passado ao mesmo tempo, por isso que tal evitar o martírio da busca pelo entendimento do porque algo aconteceu contigo, e apenas seguir em frente?! Deixe que as feridas se fechem, que os amores se curem, que as portas se abram, para que a vida caminhe. O seu passado nunca poderá ser encarado como o melhor tempo. Lembre-se, você é o construtor da sua vida. É o agora que você tem para viver, e o deve fazer da melhor forma possível. Deixe fluir e seja feliz!!!


Resultado de imagem para seja feliz
   







segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Amor próprio: O verdadeiro amor que você precisa

Mais uma vez você abandonou alguns dos seus preceitos por achar que deveria dar uma chance a um certo alguém. E junto com isso, você deixou de olhar para si, de se dar carinho e atenção, para ir atrás desse suposto amor. E então, você percebe que esse tal "novo amor" não está disposto a fazer o mesmo, e trata você como apenas uma opção em sua vida, até que alguém que ele julgue ser melhor apareça, e aí sobra para você um até logo (isso se esse seu amor tiver a consideração de conversar com você). E então surge a tristeza e a revolta com o outro. Sinceramente, está tudo errado, desde o início. 
Não estou dizendo para você não lutar por um amor que acredita, ou para não ficar triste quando ele se vai. Mas sim, para perceber que, antes de tudo isso, pratique e busque o verdadeiro amor: O amor próprio!



Dizer que se ama não é sinônimo de arrogância ou egoísmo, é apenas uma afirmação de que você se conhece e é capaz de valorizar suas virtudes. E quando você se valoriza, as pessoas aprenderão a fazer o mesmo, e verão que não dá para fazer de você um alguém a mais. Porque você É muito mais! Sei que não é fácil chegar a esse ponto. Mas aos poucos se chega lá.


Vai ser preciso abandonar situações e deixar de lado certas pessoas para conseguir alcançar esse amor próprio. E então você perceberá que alcançou a mais íntima das relações. E ao perceber isso, você verá que será capaz de conseguir certos controles em sua vida, como o de saber que tipo de história irá construir, e a que riscos estará disposta a correr.


Antes de querer procurar alguém, encontre-se primeiro. Descubra as suas qualidades, seja feliz consigo, do jeitinho que você é. Só aprende amar o próximo, aquele que antes de tudo ama a si mesmo. Se não for assim, você vai aceitar qualquer um que ache que pode entrar em sua vida. Cuide-se, pois "um jardim bem cuidado floresce naturalmente". E não esqueça...O amor da sua vida é você!