quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Até onde vai o poder da negação?



Resultado de imagem para mentindo para si



         Você já percebeu o quanto nós utilizamos do artifício da negação como fuga para nossos problemas? E isso se deve porque achamos que a partir do momento que clicamos na tecla mágica de negação mode on instantaneamente conseguiremos alterar a realidade dos fatos. Pura ilusão, criar histórias, não encarar as coisas, aliás, negá-las, nunca mudará a realidade. Por mais que você repita dez ou mil vezes, numa tentativa louca de convencimento as coisas continuarão sendo como elas são.
         Entenda, o mundo não está ai para se adaptar aos seus desejos, às suas vontades. Você não é a única pessoa a encarar problemas. Aceite, as pessoas ao seu redor erram, são cheias de defeitos, e você precisa encará-los. Não ache que negando tais coisas tudo estará resolvido, muito pelo contrário, isso se tornará tão grandioso com o passar do tempo que você já não se achará com alternativas de solucionar. E o pior, as consequências atingirão mais pessoas ao seu redor.
         Não pense que a negação é uma atitude só sua. Nós fazemos isso o tempo todo. Eu nego constantemente que estou cansada, e continuo me enchendo de trabalho. Nego que estou com medo, e meto a cara em situações difíceis. Nego o tempo todo que não ligo se vou ou não passar no concurso que tanto almejo, e assim sigo negando a minha negação.
         E assim a vida vai seguindo, a gente só vê o que quer e só acredita no quer acreditar. E aí a vida vai nos parecer que está funcionando perfeitamente. E seguimos negando, e mentindo tanto para nós mesmos que depois de certo tempo passamos a acreditar fielmente no que falamos. Porém, chegará o momento em que não reconhecêramos a verdade que se mostra ali bem na nossa frente.

         Só lembra de uma coisa, a realidade uma hora vai chegar. Sutilmente ela virá, porém ela atuará como uma represa que estoura e obrigando você a nadar, pois a negação não é um simples córrego, ela é um oceano que mais cedo ou mais tarde chega inundando tudo. E você terá que ter muito cuidado para não se afogar.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Quando o amor chegar

        
Resultado de imagem para o amor chegou

Aperta o play!


        Ele não vem com placa dizendo quem é. Ele não vem acompanhado de carro de som avisando em alto e bom som que está a caminho, ele simplesmente chega. Incrível e incontrolavelmente ele chega, sem dia e hora marcada, quando você menos esperar, o amor vem.
         E aí é o momento de você entender que não há nada que você faça, ele chegará, você estando preparada ou não, ou mesmo achando que não é para você. Ele estará ali, todo seu.
       Por muito tempo pensei como reagiria quando percebesse que o amor realmente havia chegado. E sentia medo de não perceber, e simplesmente deixar escapar. Não, eu não imaginava aquelas cenas de filmes em que eu estaria em uma avenida, andando distraidamente e de repente trombaria em alguém e simplesmente ocorreria a troca de olhares, e como um passe de mágica, nos descobriríamos ali um na frente do outro. Nem mesmo imaginei que ele surgiria junto com aquele aluno mais ‘nerd’ da minha turma da faculdade.  Eu apenas pensava que distraída do jeito que sou, iria com toda certeza passar pelo amor, dar um sorriso e seguir em frente. E ao invés de me permitir sentir, temi.
         As coisas não acontecem como encanto. Na verdade acredito que na maioria das vezes encontramos pessoas especiais em situações inusitadas, ou em lugares tão triviais que chegamos a duvidar que aquilo está acontecendo. Já me encantei por alguém em uma fila para comprar um lanche, já me senti atraída pelo rapaz de óculos na festa, já me apaixonei por alguém mais novo, já amei aquele carinha que surgiu pela internet e que simplesmente invadiu a minha vida. Porque o amor é assim, ele não avisa, ele simplesmente chega.
         E depois dessas experiências aprendi que não adianta sonhar com amores ‘shakespereanos’, ou pensar que o amor vai chegar como um herói, que chega para tirar sua vida de um mar de coisas sem graças. O amor não frequenta grandes festas o tempo todo, ele não se veste da melhor maneira. Ele se infiltra na sua rotina, naqueles lugares que a gente às vezes é obrigado a ir todo dia, porque é lá que ele precisa estar para ser percebido por você.
         Por isso que digo, o amor...ahhh o amor... vai estar bem ali, naquele seu amigo tímido, ou na mesa ao lado do barzinho tomando uma cerveja, trancando seu carro no trânsito, ou cedendo a vez a você na fila. E nem se preocupe, você não vai estar bem vestida, nem com o cabelo arrumado. Talvez esteja até sem dinheiro e por isso estressada. Ou talvez ele chegue e você esteja naquela festinha dançando toda desengonçada.
         Mas não se preocupa com essas coisas, deixa que a trilha sonora seja feita pelo o amor, não importa se o cenário não é bom, o amor sabe o que está fazendo. Apenas não abra apenas os seus olhos, abra também seu coração. E quando ele chegar diga que bom que você chegou, entre, seja bem vindo e fique à vontade.