terça-feira, 14 de julho de 2020

Aceite, ninguém muda ninguém


Imagem: Reprodução

O que é mais difícil para você, aceitar o outro como ele é ou tentar mudá-lo? Você já parou para pensar em quantos relacionamentos são vividos nessa busca constante por mudança daquele que está ao lado?

Esperar que alguém mude por você costuma ser um sofrimento um tanto quanto inútil. Desejar que o outro o tempo todo corresponda às nossas expectativas ou que seu comportamento melhore por completo, gera um grande desgaste, pois isso pode nunca se tornar uma realidade.

Pare para pensar, quando você acredita que alguém vai se virar do avesso, mudando quem é e suas atitudes, pensamentos e comportamentos frente às situações, cria em você algo danoso e desgastante, chamado de expectativa e dependência emocional.

E isso é viver esperando quase um milagre. É preciso compreender que, antes da pessoa lhe conhecer ela já possuía sua própria história, seus pensamentos e costumes. Talvez, ela até afirme, vou mudar, e você acabe acreditando, afinal de contas o coração apaixonado tem dessas coisas. Mas, na primeira oportunidade as situações se repetem.

Sendo assim, que tal analisar o que você é capaz de aceitar da outra pessoa para assim conviver com ela? Aceitar não quer dizer que você está sendo permissivo com aquilo que lhe traz algum desconforto. E sim, que você analisou se é capaz de tolerar aquela situação para viver um relacionamento. Se relacionar com alguém alimentando a ideia de que irá mudá-lo em algum momento, é achar que você é capaz de dirigir a vida do outro. Lembre-se, as pessoas chegam até nós carregando suas próprias histórias. E sendo bem sincera, não vai rolar. Aceite, ninguém muda quem não quer ser mudado.

Preste atenção no que você tolera e no que para você é inadmissível. Porém, analise isso antes de que o seu relacionamento se torna algo mais sério, como um casamento. Por exemplo, você não aceita que a pessoa tenha algum vício. Se ela tiver valerá a pena casar por achar que você irá proporcionar a mudança? Casamento ou namoro não muda ninguém que não queira mudança para si.

A convivência aflora os defeitos, por isso, analisar aquilo que você é capaz de suportar, é uma atitude prévia, e não durante. É claro que nunca saberemos tudo do outro, e será a convivência que irá nos mostrar. Porém, lembre-se, não caia na ilusão de achar que amor é suficiente para mudar alguém. A verdadeira mudança vem daquele que se predispõe mudar por simplesmente querer fazer o outro mais feliz.

2 comentários:

  1. Só verdades! Ninguém é perfeito como nós queremos, é preciso reconhecer as qualidades mas também os defeitos do outro para que não ocorra frustração lá na frente. A mudança deve partir de dentro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso. Obrigada pela leitura e comentário. ❤️

      Excluir